Santa

BREVE HISTÓRICO DE LAURA VICUÑA

Testemunho de fé e de oferta agradável a Deus.

Corria o ano de 1891 e a cidade de Santiago, capital do Chile, estava sendo o palco da sangrenta e terrível guerra civil. Foi, justamente, neste cenário que veio ao mundo uma bela menina, filha do soldado José Domingos Vicuña e de Mercedes Pinto, era o dia 05 de abril de 1891, exatamente a 3 meses do início da guerra. O pai de Laura estava nos campos de batalha quando sua esposa foi obrigada a fugir do Chile, indo se alojar no outro lado dos Andes em La Lajas na Argentina. Em pouco tempo, dona Mercedes receberia a triste notícia da morte de seu esposo.

No ano de 1900 a pequena Laura inicia os seus estudos no colégio das irmãs Salesianas, filhas de Maria Auxiliadora e no dia 02 de junho de 1901, recebeu Jesus Eucarístico pela primeira vez. Quando completou 10 anos de idade manifestou, para as filhas de Maria Auxiliadora, o desejo de se tornar uma religiosa, uma irmã Salesiana.

Na solenidade da Imaculada Conceição, em 08 de dezembro de 1901, recebe a fita de admissão como Filha de Maria. Estava a um passo de entrar para a congregação Salesiana. Quando a pequena Laura percebeu que sua mãe, que ela amava muito, vivia em situação de pecado, ofereceu-se a Deus pela conversão dela, Intensificou sua vida de oração e suas penitencias.

Já no final do ano de 1903, Laura é obrigada a voltar para a casa pois estava muito doente, sua mãe era só cuidados com a filha. A jovem Laura Vicuña, vendo que seus dias estavam para terminar, chama a sua mãe, e segurando em suas mãos; exclama: “Mãe, eu estou morrendo! Pedi a Jesus e faz tempo, oferecendo-lhe a minha vida por ti, para obter a tua conversão e a tua volta para Deus… mamãe, antes da morte não terei a alegria de ver-te arrependida?” Dona Mercedes, em lágrimas, beija as mãos da filha e promete mudar de vida, e voltar para Deus.

Com esta alegria entregou sua alma ao Senhor, era a noite de 22 de Janeiro de 1904, Laura estava com 13 anos. Seus restos mortais encontram-se na Capela das Filhas de Maria Auxiliadora em Bahia Blanca na Argentina. Foi beatificada pelo Papa João Paulo II, em 1988.

Laura Vicunã, carta de amor e de sacrifício, ternura de Deus e modelo para os nossos adolescentes e jovens.

Avalie nossa empresa no GuiaMais.com